terça-feira, 24 de agosto de 2010

MINHAS PALAVRAS


Bom pessoal chegou a hora da verdade! Preciso saber se O BLOG DE ATAANDSON está valendo a pena. Tenho que confessar: venho notando a ausência de comentários, o que me deixa muito ansioso porque não sei se o blog está sendo acessado. Sempre estou atualizando no Orkut as novas Postagens. Busco tratar de temas que sejam interessantes, que tenham um bom conteúdo e que abordem uma gama maior de assuntos. O meu blog não se destina apenas em tratar de um tema somente, mas de vários. Alguns de maior importância, outros que apenas geram curiosidade, e alguns outros que alguém pode pensar: "que assunto inútil". O objetivo do blog é esse mesmo: funcionar como uma Revista Online em que as pessoas selecionem as Postagens que vão querer ler.
Chega de conversa e vamos a enquete, seja sincero, se é que você costuma acessar o blog:

O QUE VOCÊ ACHA DO "O BLOG DE ATAANDSON":

- ÓTIMO, AS POSTAGENS SÃO INTERESSANTES
- BOM, POR ISSO ACESSO DE VEZ EM QUANDO
- UMA PORCARIA, NUNCA VI ALGO MAIS INÚTIL

É isso aí, comenta, preciso saber a sua opinião!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Grato a Todos!!!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

PERDER A VIRGINDADE TAMBÉM GERA DÚVIDAS PARA GAROTOS


Aos 17 anos, Josnei Júnior não tem pressa. Quer esperar a "conjunção astral" perfeita para inaugurar a vida sexual: a garota certa, no momento certo. Algo inesquecível.

"Perder a virgindade é uma preocupação dos meninos", diz. "É quase impossível não pensar nisso."

Mas a menina vai curtir? Ela vai me comparar a outros parceiros? E se eu brochar ou gozar muito rápido? Esses são alguns dos medos e das dúvidas na "primeira noite de um garoto" (leia abaixo).

As meninas, geralmente, têm mais informações sobre virgindade e primeira vez e conversam muito com as amigas sobre o assunto.

Os garotos acabam descobrindo o beabá na prática.

Pesquisa Datafolha mostrou que os meninos, em média, perdem a virgindade com 14,7 anos. As garotas, aos 16,3 anos, em média.

Dos 767 rapazes entrevistados, entre 16 e 25 anos, 89% declararam não serem mais virgens. A maior parte (35%) perdeu a virgindade entre 13 e 15 anos.

É o caso de Victor Guerise, 22, que transou pela primeira vez aos 14 anos. Ou quase.

"Descobri que pôr a camisinha é o momento mais brochante que um menino inexperiente pode ter", lembra. Com alguma dificuldade, diz, conseguiu colocar.

"Na "hora H", estava nervoso, tentei ser carinhoso, e ela falando que estava doendo!"

Mas o problema maior ainda estava por vir: "O que mais me perturbou foi que, enquanto estávamos juntos, eu pensava: "É só isso?". Tudo o que ouvia era que sexo era o mundo se acabando em prazer, mas, na hora, pela falta de experiência, achamos muito ruim", desabafa.

HORA CERTA

Há quem prefira esperar a perder logo a virgindade.

Davier Cardoso, 22, por exemplo, é de família religiosa, mas diz que ser virgem não tem nada a ver com isso. "Sempre fui "atrasado'", explica. "Beijei pela primeira vez aos 18 anos e descobri o que era masturbação aos 16."

Ele admite que fica, sim, encanado com a virgindade. "Pessoas da minha idade já são experientes. Tive oportunidade, mas entrei em pânico. Quando tiver que rolar, vai rolar", resigna-se.

Henrique*, 16, diz já ter recusado sexo com duas ficantes, por sentir que não era o momento certo. "Tem uma que me arrependo até hoje", brinca. "Meu maior medo? Gozar rápido demais."
Alguns garotos também reclamam da pressão de amigos e parentes para que percam a virgindade.

"Ficam me zoando!", conta Bruno*, 16. "Mas meu instinto me diz que a hora está perto", brinca.

COM QUEM?

Gabriel*, 18, pode dizer que teve duas "primeiras vezes": uma, aos 14, com o melhor amigo; outra, aos 16, com uma menina da balada.

"Foi estranho começar com um amigo, fiquei confuso", diz. "Mas ter tido relações com meninos e meninas me ajudou a decidir sobre aquilo de que gosto."

José*, 17, perdeu a virgindade aos 13, com uma prima mais velha. Ele conta que só voltou a transar aos 15. "Me senti mais preparado."

Josnei concorda: "Não adianta querer fazer as coisas antes do tempo certo."

* Nomes trocados


Tem grana? 480 hoje?"

Esse é um chamado comum nos corredores do Dante Alighieri, colégio de classe média alta no bairro dos Jardins, em São Paulo.

"480" é o codinome de um bordel que fica em rua próxima, no mesmo número. A grana é para pagar a garota de programa, ou "GP", no vocabulário local. A tradição é ir sempre "em galera".

"Minha primeira transa foi com uma GP, por aqui. Eu tinha 16 anos. Fui com uns amigos, e a prioridade era minha, porque eu era virgem", conta Pedro*, 17. "Meus amigos disseram: "Você pode ficar com a mais bonita, escolhe"."

Perder a virgindade num privê com amigos do colégio é costume para muitos meninos. "A ideia vai amadurecendo aos poucos. Na 7ª série, a gente ouve falar. Na 8ª, começa a combinar de ir. No 1º e no 2º ano, o pessoal vai muito", admite Daniel*, 17.

A sessão matinê geralmente rola logo após a aula ou no intervalo para o curso de inglês. Variações são encorajadas: além do "480", há o "175", o "237"...

"Vamos depois do almoço, que é a hora dos executivos da Paulista", detalha Pedro.

Segundo Daniel, o fato de as GPs estarem "acostumadas a atender alunos" dá mais segurança aos virgens.

Frequentador do "175", Caio*, 15, teve a primeira transa lá aos 13 anos. "Fui com dois amigos do colégio. Você entra na casa, espera na salinha, a cafetina pergunta: "Já sabe quem você quer?". Se não sabe, todas passam na sua frente, e você escolhe", conta ele, que não gosta de chamar as meninas de prostitutas. "Eu falo GP."

Às GPs, só elogios. "Elas são gente boa. O programa é R$ 70 por meia hora, eu já chorei, falei que era estudante, e elas fizeram por R$ 40."

"Desde a 8ª série, transei com umas seis, sete GPs. A minha primeira vez foi com uma, quando eu tinha 14 anos", diz Fred*, 17, que estuda no Bandeirantes, outro colégio de jovens endinheirados para quem as matinês no privê são corriqueiras.

Rodrigo*, 18, também perdeu a virgindade assim, aos 15 ("Meus amigos me levaram"), e virou habitué de casas próximas aos metrôs Ana Rosa e Paraíso. "Contei para os meus pais. Eles falaram para eu tomar cuidado, mas sempre uso camisinha."

Cliente das mesmas casas, mas aluno do cursinho Etapa, André*, 17, se orgulha de ter ajudado na iniciação de um amigo. "Ele já tinha 18 anos e era o único virgem da turma, então, o levamos."

"Com uma GP, o nervosismo é menor", diz Sandro*, 17, "porque, nessa idade, você não domina muito a arte". Mas o ideal, para ele, seria que a primeira vez rolasse com uma namorada.
"É mais legal com a namorada. Você tem cuidado, é uma troca maior", compara. André faz coro: "Tem mais carinho". E todos concordam: camisinha sempre!

Nomes trocados


Da Folha.com


ENTREVISTA COM UMA GAROTA DE PROGRAMA

Quando era GP, Raquel Pacheco, 25, a Bruna Surfistinha (foto a baixo), trabalhou num privê dos Jardins que recebia turmas de estudantes das redondezas. "Parecia uma excursão gigantesca. Alguns foram alunos brilhantes", escreveu ela no livro "O Doce Veneno do Escorpião" (Panda Books), que virou filme com Deborah Secco.
Ela conversou com o Folhateen sobre a iniciação sexual dos garotos.

Folha - Quantos estudantes você desvirginou?
Bruna Surfistinha - Muitos. Muitas dezenas. Menino é diferente de menina, que quer emoção na primeira vez. Para eles, se um amigo perde a virgindade, todos querem perder também.

Quais as maiores preocupações deles nessa hora?
Eles chegavam muito ansiosos. A primeira vez é importante para eles também. Ficavam perdidos quando viam uma mulher nua, não sabiam por onde começar. Muitos nem percebiam que já tinham gozado. A maioria não sabia colocar a camisinha. E todos perguntavam sobre o tamanho do pênis: se era pequeno, se era grande.


O que queriam aprender?
Tudo. E queriam aprender como dar prazer às mulheres.

Algum deles a surpreendeu?
Um pai levou o filho ao privê. Queria saber se o menino era gay. Fomos para o quarto, mas ficamos só conversando. Ele me contou que gostava de uma menina e que queria perder a virgindade com ela, mas que o pai pressionava. Ele pediu para eu mentir para o pai dele que tinha rolado. E eu menti.

E aí, gostaram? Comenta!!!!



































sábado, 21 de agosto de 2010

O "FICAR" DOS ADOLESCENTES


O que é adolescência e como os jovens encaram e se comportam com o sexo oposto e também como lidam com os relacionamentos afetivos?

Todos nós passamos pela chamada fase da adolescência que é o período entre a infância e a fase adulta. Segundo a Organização Mundial da Saúde esse período é estabelecido entre os 10 e 20 anos de idade, já o Estatuto da Criança e do Adolescente estabelece outra faixa etária: dos 12 aos 18 anos. É um período no qual o indivíduo passa por muitas mudanças físicas, psicológicas e tem como características as chamadas “revoltas”, manias e várias outras atitudes. É nesse momento que os jovens começam a conhecer a relação entre um homem e uma mulher.

Existem vários tipos de relacionamentos afetivos, mas o “ficar” é o mais presente na vida desses jovens. Designa num relacionamento episódico e ocasional, na maioria das vezes com duração de algumas horas durante uma festa ou num momento de diversão. A prática mais comum envolve beijos, abraços e carinhos, tendo com característica importante a não implicação de compromissos futuros e é visto como algo passageiro, sem conseqüências ou envolvimentos.

Esse tipo de relacionamento tem características que coincidem com o comportamento desses jovens. Por ser algo que não implica em compromissos sérios significa que o adolescente não está pronto para assumir responsabilidades e eles encaram o “ficar” com muita naturalidade exatamente por esse motivo. Lembrando sempre que nos referimos aos adolescentes de uma forma em geral.

Porém, existe uma diferença entre meninos e meninas quanto à preferência ou não de “ficar”. Geralmente os meninos são mais adeptos a esse hábito enquanto que as meninas preferem namorar a “ficar”. Talvez isso demonstre que as meninas amadurecem mais cedo que os meninos. Seja qual for à preferência entre os sexos, o “ficar” é um modo de explorar e experimentar sentimentos, parceiros e situações de escolhas para tomada de decisões que exigem mais responsabilidade, pois muitos desses adolescentes relatam que o “ficar” é um primeiro contato que poderia levar a um namoro.

Por mais conservador que possa parecer nos dias de hoje, existe certa recriminação em relação àqueles que “ficam” com freqüência, principalmente para as meninas, pois elas são vistas como “galinhas”, “não-sérias” e “não confiáveis”, passíveis de rejeição tanto por parte dos meninos como das meninas.

O “ficar” é como um estágio para futuros relacionamentos afetivos, mas é preciso ter cautela e saber se preservar.


Por Ana Luiza Ferraz, psicóloga.


Esse tema é o da vez, Ficar ou não Ficar? Eis a questão! E você, o que acha?

BRASIL É O 48º NO RANKIN DOS MELHORES PAÍSES DO MUNDO


O Brasil ficou em 48º lugar na lista dos melhores países do mundo realizada pela revista Newsweek. A Finlândia ficou em primeiro lugar, seguida pela Suíça, Suécia e Austrália.

Na comparação com os vizinhos da América Latina, o Brasil está em nono lugar, à frente de países como Colômbia (62º), Paraguai (68º) e Venezuela (71º), mas perdendo da Argentina (46º), México (45º) e Chile (30º).

Já entre os BRICs, o grupo dos países emergentes, o Brasil lidera, ultrapassando Rússia (51º), China (59º) e Índia (78º).

Para elaborar o ranking, a revista explica que tentou responder à pergunta: "Se você fosse nascer hoje, qual país ofereceria as melhores oportunidades para viver com saúde, segurança e prosperidade?" Por meio de pesquisas de várias consultorias, foram escolhidos cinco critérios para a lista: educação, saúde, qualidade de vida, competitividade econômica e ambiente político.

Líderes

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva é citado entre os principais líderes no ranking da Newsweek. Embora já se prepare para deixar o cargo, a revista diz que ele “ainda possui o status de estrela do rock” em seu país e do “tapete vermelho” no exterior.

Sob o governo Lula, o Brasil emergiu de um país do mundo em desenvolvimento crônico para uma potência emergente. Com a economia estável, biocombustíveis, novos campos de petróleo e crescimento da classe média, o Brasil parece hoje ter tudo”, destaca a pesquisa.

Apesar de criticado pelo envolvimento demagógico em casos como o de Hugo Chávez e Mahmoud Ahmadinejad, “ele continua pragmático e seguro o suficiente para não arriscar o país em uma aventura populista. Como resultado, o Brasil cresceu em seu tempo e, na política, é isso que importa”.


E você o que acha? Concorda com a posição do nosso país? Opina!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

A FAMA NA VIDA DE CRIANÇAS FILHOS DE ARTISTAS


Quando a apresentadora Xuxa anunciou que estava grávida, o país inteiro engravidou junto. Afinal, era de conhecimento nacional o desejo da gaúcha de ser mãe. A idolatria de uma legião de fãs pela “rainha dos baixinhos” foi transmitida automaticamente para sua futura herdeira. Antes mesmo de nascer, essa adoração era evidente nas demonstrações de carinho durante o programa infantil que a loira comandava na Globo.

Doze anos se passaram e Sasha Meneghel Szafir é quase uma adolescente. De acordo com Joyce Ajuz, psicóloga e pedagoga, é nessa idade que as crianças começam a sentir a pressão que é ser filho de pai famoso. "É quando há mais consciência do que está acontecendo e está se completando a formação da personalidade", disse a diretora do curso de Administração da ESPM-RJ ao Famosidades.

Fruto de um relacionamento da apresentadora com o ator Luciano Szafir, Sasha nasceu estrela. Ela não teve opção de escolher ser famosa ou não. Já em suas primeiras horas de vida apareceu no "Jornal Nacional", que mostrou seu primeiro banho. Foram oito minutos do mais importante telejornal da TV brasileira dedicado ao assunto. Fato inédito na história do programa. Sasha cresceu sob os olhos do público. A mídia acompanhou de perto cada ano da vida da menina. Fosse em rápidas aparições no programa da mãe, em capas de revista ou em flagras feitos por fotógrafos. Todo mundo queria saber se ela já havia aprendido a andar, se já falava mamãe, se daria continuidade ao "reino" de sua progenitora.

Durante a infância ela parecia não gostar muito da idéia. Sem paciência com a imprensa, sempre fazia cara feia para os paparazzi e, uma vez, chegou a fazer um gesto obsceno para eles. Com o passar dos anos, foi pegando gosto pela coisa. Gravou uma música com a mãe, participou do projeto "Só Para Baixinhos" e regravou o sucesso "Lua de Cristal" - um hino para os súditos da "rainha". Participou de shows, fez alguma apresentações na TV e, recentemente, decidiu que queria fazer um filme. Xuxa atendeu o pedido da filha e Sasha protagonizou o longa "O Mistério da Feiurinha".

A menina tenta levar uma vida normal. Sempre acompanhada de seguranças, ela vai à praia com as amigas, ao cinema, frequenta festas na escola, viaja com a família nas férias. Super protetora, Xuxa faz o possível para defender a filha das "maldades" do mundo. Recentemente, a loira brigou com os internautas no Twitter tudo por conta de um erro de português da menina que acabou virou piada no microblog. Acontece que vai chegar o momento em que ela vai ter que encarar o mundo tal qual como ele é. Será que ela vai estar preparada para tanto?

Para a Eloísa Lima, diretora pedagógica do DICE, Sasha está muito longe de ser essa bonequinha de luxo que muitos acreditam que ela seja. "Ela é muito segura de si, esperta, sabe argumentar. Sabe se impor", revelou. Eloísa conta que a pessoa frágil dessa relação é a apresentadora. "A Sasha manipula a mãe, que acaba fazendo tudo o que ela quer", afirmou.

A menina estudou no curso de inglês onde a pedagoga trabalha. Ela lembra que uma vez a estrela global foi as lágrimas por causa da filha. "Ela pediu para a Xuxa sair da sala e esperar do lado de fora porque só havia ela de mãe lá dentro. A Xuxa saiu e começou a chorar", afirmou. "Em geral, são os pais que não estão preparados para lidar com estas questões. O problema está com eles e não com os filhos", explicou Joyce. Eloísa acredita que há um exagero da "rainha" nos cuidados com a menina. "Pra que andar com 25 seguranças? A filha do Renato Aragão não tem essa frescura", alfinetou a diretora.


Por FAMOSIDADES

Fotos: Revista Quem online e Msn divulgação.


E você, acha que a fama interfere na formação do caráter da pessoa envolvida? Opina!!!!!!

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

VOCÊ NASCEU PARA SER SOLTEIRO? DESCUBRA


Quando não são os poetas cantando "fundamental é mesmo o amor. É impossível ser feliz sozinho...", tem sempre uma mãe, uma tia ou um amigo condenando quem está solteiro, como se a situação fosse um problema. E como já não bastasse, tem até pesquisa dizendo que as pessoas comprometidas são mais saudáveis.

De acordo com um estudo da Universidade de Tel Aviv, em Israel, os homens solteiros têm 64% a mais de chances de sofrer um derrame fatal em comparação aos casados. Mas isso vale apenas para quem tem um relacionamento satisfatório, pois a felicidade influi positivamente sobre a saúde física e emocional. Mesmo assim há quem prefira passar a maior parte do tempo no time dos solteiros. Assim como há quem passe dias, meses, anos cabisbaixo por não ter um "esquenta pés" para chamar de seu - e a maioria de nós alterna esses dois estados durante a vida.

O fato é que saber lidar bem tanto com a fase da maior propensão à solteirice, recusando a ideia de relacionamentos fixos, quanto naquela em que não se consegue passar sem um romancezinho que seja, não costuma ser algo fácil, pois vivemos trocando de desejos e expectativas que são só nossas, ou seja, nunca serão totalmente correspondidas pelo outro e o mundo que nos cerca.

Ficar sozinho, no entanto, pode ser uma opção prazerosa, na qual se descobre o valor da própria companhia, aproveita-se melhor os amigos e a família. "E quem é incapaz de construir uma vida bacana sozinho, jamais será uma pessoa interessante para se relacionar amorosamente", explica o psicólogo Thiago de Almeida. Faça o teste a seguir e descubra quando a solteirice pode ser uma escolha saudável.

Por Ana Maria Madeira

  • 1) Gosta de sair sozinho (a) para se divertir?

  • 2) Quando terminou seu último relacionamento, como ficou logo após?

  • 3) Quando conhece alguém, em geral, o que acontece?

  • 4) Quanto tempo você aguenta bem sem sexo?

  • 5) Você está em uma festa e alguém que você gosta te chama para sair. O que faz?

  • 6) Como você lida com a espera de alguém que está se arrumando?

  • 7) Qual a primeira ideia que a palavra casamento traz à sua cabeça?

  • 8) Você costuma se sentir sozinho?

  • 9) Na conquista você faz o tipo exigente?

  • 10) Qual o ponto da vida mais importante para você?


Em relação ao resultado do teste, você pode ir no site: msn.minhavida.com.br , clicar na matéria com o nome "Você nasceu para ser solteiro?", responder as perguntas e no espaço FINALIZAR TESTE saber a resposta. E você nasceu pra solteirice??? Comenta!!!!!!!

HOMEM DE VERMELHO ATRAI MULHERES


Você acha que vermelho é uma cor muito ousada para o ocupar espaço no seu guarda-roupa? Saiba que um estudo publicado no Journal of Experimental Psychology revela que em pesquisas realizadas nos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha e China, as mulheres consideraram mais atraentes os homens vestidos ou envoltos com esta cor em comparação aos que usavam outras cores. Anteriormente, o vermelho era tipicamente associado como uma cor sexual somente para as mulheres. Porém, o estudo sugere que esta ligação entre o vermelho e a sedução também possa valer também para os rapazes.

Ou seja, o mundo não é só feito de damas fatais de vermelho, mas também de homens que não temem em apostar na cor.

sábado, 14 de agosto de 2010

ALIANÇAS: ELO DE AMOR E COMPROMISSO ENTRE CASAIS


Reconhecidas mundialmente como símbolo de fidelidade entre um casal, as alianças, adotadas pela igreja cristã no século IX, seguem com todo fôlego no imaginário e no desejo dos amantes. A tradicional joia mais-que-especial que representa o elo de amor e compromisso ganhou mil e uma versões apaixonantes - e bem diferentes dos modelos de ferro feitos nos primórdios da tradição.

Curiosidades

São várias as versões sobre a origem e o uso das alianças como símbolo de compromisso. Uns dizem que o anel surgiu entre os gregos e os romanos, outros acreditam que a tradição veio dos costumes hindus. Segundo os egípcios, por exemplo, existe no dedo (anelar) uma veia que está ligada diretamente ao coração - assim, a aliança ali colocada estaria ligada ao símbolo do amor.

Já na Inglaterra medieval, o ritual acontecia da seguinte forma: a noiva colocava a aliança no dedo polegar, daí o noivo ia mudando o anel de dedo e recitando "Em nome do pai, do Filho e do Espírito Santo". Bacana não?

Matéria do site: msn.bolsademulher.com


E aí, o que achou??? Interessante!!! Comenta!!!!

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

IBOPE REVELA QUAIS AS MAIORES TORCIDAS DO BRASIL


A maior torcida do Brasil segue sendo a do Flamengo, mas o clube carioca se manteve vendo a aproximação de Corinthians e São Paulo, de acordo com pesquisa feita pelo instituto Ibope e publicada nesta quarta-feira pelo jornal Lance. A margem de erro é de 1,2 pontos percentuais.

Segundo a quarta edição da pesquisa (as primeiras foram em 1998, 2001 e 2004), o Flamengo tem 17,2% da preferência nacional (cerca de 33,2 milhões de pessoas), contra 13,4% (25,8 milhões) do Corinthians e 8,7% (16,8 milhões) do São Paulo.

A queda flamenguista nos últimos anos foi considerável. Desde a pesquisa anterior, a equipe rubro-negra caiu de 18,1% para os 17,2% atuais. O Corinthians manteve-se praticamente estável, foi de 13,2% para 13,4%. Já o São Paulo teve um acréscimo representativo, indo de 7,3% para os 8,7%.

A subida são-paulina aconteceu principalmente com os mais jovens e veio entre os anos em que o time conquistou uma Copa Libertadores, um Mundial de Clubes e três Campeonatos Brasileiros. Dentre a população de 10 a 15 anos, o clube do Morumbi representa 12,2% (3,06 milhões de torcedores).

Após os três primeiros colocados, vem Palmeiras (6,0% e 11,6 milhões), Vasco (4,1% e 7,9 milhões) e Grêmio (4,0% 7,7 milhões). Dentre os grandes paulistas, o Santos é o oitavo, com 2,7% e 5,2 milhões de fãs. No Rio de Janeiro, Botafogo e Fluminense, ao lado do Bahia, estão empatados em 12º lugar com 1,6% (3,1 milhões).

Nas pesquisas segmentadas, destaca-se o Palmeiras, terceiro colocado entre os torcedores com mais de 50 anos, atrás dos líderes gerais Flamengo e Corinthians, com 5,6% nessa faixa.

Dentre os mais ricos – pessoas com renda maior de dez salários mínimos, o líder é o São Paulo com 12,8%. Já entre os mais pobres – torcedor com renda mensal de até um salário mínimo, o Flamengo tem larga vantagem: 22%.


Do UOL Esporte

Em São Paulo


CONFIRA AS DEZ MAIORES TORCIDAS*


TIME
%
em milhões
Flamengo
17,2%
33,2
Corinthians
13,4%
25,8
São Paulo
8,7%
16,8
Palmeiras
6,0%
11,6
Vasco
4,1%
7,9
Grêmio
4,0%
7,7
Cruzeiro
3,5%
6,8
Santos
2,7%
5,2
Atlético-MG
2,6%
5,0
Internacional
2,5%
4,8
  • *Pesquisa feita pelo Ibope com 7109 torcedores pelo país.
    A margem de erro é de 1,2 pontos percentuais

terça-feira, 10 de agosto de 2010

SELEÇÃO BRASILEIRA INICIA NOVO CICLO RUMO A 2014 COM VITÓRIA



Não poderia ser melhor. A Seleção começou o novo ciclo visando à Copa de 2014 da melhor maneira possível: vencendo a primeira partida sob comando de Mano Menezes, por 2 a 0, com gols de Neymar e Alexandre Pato.

O panorama da partida continuou o mesmo até o fim, com o Brasil criando chances, e jogando com muita velocidade. Um estilo muito mais plástico do que nos acostumamos a ver nos últimos quatro anos. De negativo, a má atuação de Daniel Alves, que tende a ser reserva de Maicon durante o próximo ciclo, além de Alexandre Pato que, a despeito de ter marcado o segundo gol brasileiro, não fez um grande jogo, desperdiçando oportunidades devido ao excesso de preciosismo.

A estreia da Seleção Brasileira de Mano Menezes deve despertar dois sentimentos na torcida, que devem perdurar até o próximo jogo da Seleção. O primeiro é esperança, pelo bom futebol apresentado pela equipe na partida desta terça-feira. O segundo é o ressentimento, por saber que nada do que foi apresentado neste jogo não poderia ter sido mostrado nos campos da África do Sul...

Ivo Felipe - SP


Agora vai, rumo a 2014!!!!!!!!!!!!!! Comenta!!!

CANDIDATA DO PT, DILMA ROUSSEFF, É SABATINADA NO JORNAL NACIONAL DA GLOBO


No último dia 09 de Agosto a candidata a Presidência da República, Dilma Rousseff, foi submetida a uma série de perguntas que exigiram "jogo de cintura" da presidenciável para responder. Os apresentadores do Jornal Nacional intencionaram testar o manejo de Dilma ao perguntar acerca de questões mais ligadas a sua indicação pelo Presidente Lula do que seu plano de governo. Confira alguns trechos da entrevista:

William Bonner: E informamos também que o tempo de 12 minutos da entrevista começa a contar a partir de agora. Candidata, o seu nome como candidata do PT à Presidência foi indicado diretamente pelo presidente Lula, ele não esconde isso de ninguém. Algumas pessoas criticaram, disseram que foi uma medida autoritária, por não ter ouvido as bases do PT. Por outro lado, a senhora não tem experiência eleitoral nenhuma até este momento. A senhora se considera preparada para governar o Brasil longe do presidente Lula?

Dilma Rousseff: Olha, William, olha, Fátima, eu considero que eu tenho experiência administrativa suficiente. Eu fui secretária municipal da Fazenda, aliás, a primeira secretária municipal da Fazenda de capital. Depois eu fui sucessivamente, por duas vezes, secretária de Energia do Rio Grande do Sul. Assumi o ministério de Minas e Energia, também fui a primeira mulher, e fui coordenadora do governo ao assumir a chefia da Casa Civil, que, como vocês sabem, é o segundo cargo mais importante na hierarquia do governo federal. Então, eu me considero preparada para governar o país. E mais do que isso, eu tenho experiência, eu conheço o Brasil de ponta a ponta, conheço os problemas do governo brasileiro.


Fátima Bernardes: A senhora falou de temperamento. Alguns críticos, muitos críticos e alguns até aliados falam que a senhora tem um temperamento difícil. O que a gente espera de um presidente é que ele, entre outras coisas, seja capaz de fazer alianças, de negociar, ter habilidade política para fazer acordos. A senhora de que forma pretende que esse temperamento que dizem ser duro e difícil não interfira no seu governo caso eleita?

Dilma Rousseff: Fátima, estava respondendo justamente isso, eu acho que têm visões construídas a meu respeito. Eu acho que sou uma pessoa firme. Acho que em relação aos problemas do povo brasileiro, eu não vacilo. Acho que o que tem que ser resolvido prontamente, nós temos que fazer um enorme esforço. Eu me considero hoje, até pelo cargo que ocupei, extremamente preparada no sentido do diálogo. Nós, do governo Lula, somos eminentemente um governo do diálogo. Em relação aos movimentos sociais, você nunca vai ver o governo do presidente Lula tratando qualquer movimento social a cassetete. Primeiro nós negociamos, dialogamos. Agora, nós também sabemos fazer valer a nossa autoridade. Nada de ilegalidade nós compactuamos.

William Bonner: A senhora tem agora nessa candidatura, além do apoio do presidente, a senhora também tem alianças, né?, formadas para essa sua candidatura. Por exemplo, a do deputado Jader Barbalho, por exemplo, a do senador Renan Calheiros, por exemplo, da família Sarney. A senhora tem o apoio do ex-presidente Fernando Collor. São todas figuras da política brasileira que, ao longo de muitos anos, o PT, o seu partido, criticou severamente. Eram considerados como oligarcas pelo PT. Onde foi que o PT errou, ou melhor, quando foi que ele errou: ele errou quando fez aquelas críticas todas ou está errando agora, quando botou todo mundo debaixo do mesmo guarda-chuva?

Dilma Rousseff: Eu vou te falar. Eu perguntava outra coisa: onde foi que o PT acertou? O PT acertou quando percebeu que governar um país com a complexidade do Brasil implica necessariamente a sua capacidade de construir uma aliança ampla.

William Bonner: Errou lá atrás?

Dilma Rousseff: Não. Nós não... O PT não tinha experiência de governo, agora tem. Agora... Nós não erramos e vou te explicar em que sentido: não é que nós aderimos ao pensamento de quem quer que seja. O governo Lula tinha uma diretriz: focar na questão social. Fazer com que o país tivesse a seguinte oportunidade: primeiro, um país que era considerado dos mais desiguais do mundo, diminuir em 24 milhões a pobreza. Um país em que as pessoas não subiam na vida elevar para as classes médias 31 milhões de brasileiros. Para fazer isso, quem nos apoia, aceitando os nossos princípios e aceitando as nossas diretrizes de governo, a gente aceita do nosso lado. Não nos termos de quem quer que seja, mas nos termos de um governo que quer levar o Brasil para um outro patamar, para uma outra...

William Bonner: O resumo é: o PT não errou nem naquela ocasião, nem agora.

Dilma Rousseff: Não, eu acho que o PT não tinha tanta experiência, sabe, Bonner, eu reconheço isso. Ninguém pode achar que um partido como o PT, que nunca tinha estado no governo federal, tem, naquele momento, a mesma experiência que tem hoje. Acho que o PT aprendeu muito, mudou, porque a capacidade de mudar é importante.


Entrevista cedida ao Jornal Nacional no dia 09 de Agosto de 2010. A íntegra, inclusive com o vídeo, está disponível no site: g1.globo.com/jornalnacional .


E você, o que achou do desempenho da candidata do PT:

- ÓTIMO, ELA SOUBE RESPONDER BEM AS PERGUNTAS

- BOM, MAS PRECISA MELHORAR

- PÉSSIMO, NÃO POSSUI CONDIÇÕES NENHUMA DE SER CANDIDATA


Participa, opina!!!!

ENEM REGISTRA RECORDE DE INSCRIÇÕES


Mais de 4,6 milhões de estudantes estão inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio de 2010 e vão disputar vagas em mais de 40 universidades federais.

A maioria dos candidatos do Enem deste ano já concluiu o ensino médio, tem entre 16 e 19 anos e vem de escola pública. Ao todo, são mais de 4,5 milhões de inscritos, o maior número desde a criação do exame. 70% dos candidatos são do Sudeste e do Nordeste do país e o estado com maior número de inscritos é São Paulo, seguido de Minas Gerais e da Bahia.

Pelo menos 44 universidades públicas federais já decidiram que vão usar o Enem no processo de seleção dos estudantes. As datas das provas estão marcadas: 6 e 7 de novembro. Só que a menos de três meses do exame, o Ministério da Educação ainda não assinou o contrato com as empresas que vão aplicar o Enem em todo o país.

Depois do exame do ano passado, em que houve uma série de problemas, inclusive o vazamento das provas, especialistas em educação estão atentos à preparação do Enem.

"Há uma preocupação porque também há uma preocupação com a qualidade. Portanto, espera-se que o Ministério da Educação e seus contratados possam ter o tempo hábil para rever os processos e procedimentos para se minimizar erros", disse o especialista em educação Gilberto Lacerda.

Mas o Inep, órgão responsável pela organização do Enem, diz que os prazos estão sendo cumpridos: "O tempo que nós temos daqui pra execução do exame é bastante bom pra se fazer tudo o que tem que ser feito. Ou seja, a distribuição em salas, o processo de impressão, está tudo dentro do cronograma. É assim mesmo", declarou o presidente da Inep Joaquim Soares Neto.

E você, o que acha do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), após o desvio de provas no ano passado e mais recentemente, o vazamento de informações dos candidatos por dois dias na internet no site da organizadora:

- CONFIÁVEL, MESMO COM ESSES CONTRATEMPOS

- NADA CONFIÁVEL, ESSES ACONTECIMENTOS ABALARAM A CREDIBILIDADE DO EXAME

Opine, quero saber a sua opinião!!!

sábado, 7 de agosto de 2010

PESQUISA REVELA QUATRO TIPOS DE PAIS NO BRASIL


Quem diria que eles seriam divididos em categorias de acordo com seu comportamento. Sim, estamos falando dos pais - alvo de uma pesquisa que já dura anos, já contou com mais de 10 mil entrevistados e ainda continua sob coordenação de Lidia Weber, psicóloga e pós-doutora em Desenvolvimento Familiar pela UnB e Universidade Federal do Paraná.

Que tipo de pai você é?

“Percebemos, hoje, uma falta de limites em crianças e em jovens. Muitas vezes, os pais, por medo de não serem amados, atendem a todas as vontades de consumo dos filhos - celulares, iPods, tênis e roupas de marca etc. - e acabam se tornando mais amigos do que pais e mães de fato. Assim, cria-se uma confusão de papéis. Por determinados conjuntos de atitudes, conseguimos detectar o perfil desses pais, localizar, analisar e ajudar a resolver problemas”, explica Lidia.

Segundo a pesquisa, existem quatro tipos de pais distintos no país: presentes, omissos, permissivos e comandantes. Acompanhe agora as características e peculiaridades de cada um:

PRESENTES - 35% da população
São pais absolutamente participativos e consistentes. Além de atuantes, estão por dentro de modernidades, como jogos de videogame e shows. Levam e buscam os filhos nas baladas, conversam e se interessam verdadeiramente pela vida e rotina deles.
Pontos fortes: são bastante carinhosos e negociam como verdadeiros diplomatas o que pode ou não pode.
Pontos fracos: a presença forte e constante (demais) deles na vida dos filhos pode tornar esses jovens muito dependentes desse apoio.
Conclusão: no geral, essa mescla de características faz com que os filhos sejam pessoas de autoestima elevada, sociáveis e otimistas.

PERMISSIVOS – 15% da população
Geralmente esses pais não sabem bem o que é melhor para os filhos, então cedem à pressão do momento. Carregam a ideia errada de que o filho não pode ter uma educação rígida para não “traumatizar” os jovens e deixam tudo muito solto. “Eles simplesmente satisfazem as vontades dos filhos, comprando tudo o que desejam e deixando de lado os deveres deles ou fazendo por eles.
Por exemplo, levam a refeição ao quarto sempre com as comidinhas favoritas dos jovens. Enfim, cercam a prole de mimos e não colocam limites”, explica a pesquisadora.

Pontos fortes: estão presentes na rotina dos filhos, mesmo que de maneira neutra.
Pontos fracos: não colocam limites às crianças com medo de que não haverá amor por parte delas e criam os filhos sem o entendimento de hierarquia ou respeito.
Conclusão: os filhos em geral autoestima elevada, baixa tolerância à frustração, péssimo desempenho escolar, alta probabilidade de comportamentos antissociais e de uso de álcool e drogas.

COMANDANTES – 35% da população

“Não se importam com o que os filhos precisam, mas do que eles precisam dos filhos: obediência! Seguem o papel de generais e não pais, com regras rígidas e absolutas para tudo e todos”, exemplifica Lidia. Orgulham-se de que os filhos têm medo deles e usam freqüentemente tapas, gritos e surtos de comando para estabelecer a ordem ou ganhar uma discussão.
Pontos fortes: são presentes na vida dos filhos, mesmo que de maneira traumatizante.
Pontos fracos: não apresentam respostas afetivas e acham que carinhos e elogios demasiados estragam as crianças que devem “ter o caráter firme”.
Conclusão: geralmente, filhos de pais com esse perfil são obedientes, mas podem ter um desempenho profissional médio, já que sentem que tudo na vida é cobrança. Alguns podem ser submissos, pouco criativos e rebeldes devido a traumas passados na infância.

OMISSOS – 15% da população
São pais simplesmente porque geraram o filho, não se importam com o que eles precisam e, normalmente, são pessoas de rotina muito extenuante de trabalho e desconhecem o cotidiano de uma casa. Segundo a psicóloga, a frase favorita desse tipo de pai é: “agora não filho, estou ocupado”.
Pontos fortes: preenchem a vida dos filhos com cuidados dados por terceiros como babás e professores, e, de alguma forma, mantém sua existência notada pelos filhos, mesmo que de maneira errada.
Pontos fracos: não estão presentes, não se mostram emocionalmente envolvidos com os filhos, não educam, não participam, só vivem para o trabalho e/ou outras atividades.
Conclusão: “Os filhos não se sentem amados nem aprendem regras sobre o mundo, isso acarreta baixa autoestima, baixo desempenho escolar, comportamento pessimista, problemas de ansiedade e depressão e altíssima probabilidade de comportamentos antissociais e de uso de álcool e drogas”, alerta a psicóloga.

Presentes

Para Lidia, pais presentes são aqueles que mais acompanham e aprendem com os filhos o verdadeiro significado do amor. Ela elenca abaixo os cinco acertos dos pais presentes:

  1. Usam carinho e participação ilimitados
  2. São coerentes e consistentes
  3. Definem regras e limites
  4. Treinam técnicas de autocontrole
  5. Amam os filhos pelo que eles são
RENATA RODE
Colaboração para o UOL

Interessante a pesquisa, pois revelou o biótipo dos pais do Brasil. E você, o que achou??? Comenta!!!!!

AUDIÊNCIA DE TV ABERTA SEGUE CAINDO EM TODO O BRASIL


A paixão do povo brasileiro pela televisão vem caindo a cada ano, conforme levantamento do Ibope, instituto responsável pela medição de audiência em todo o Brasil. A queda de audiência da TV aberta pode ser verificada quando se compara os índices desse ano com os do ano passado.

Em julho de 2009, a média de aparelhos ligados entre 7h e 0h era de 45%. Em 2010, segundo dados do Painel Nacional de Televisão (PNT), o índice recuou para 43%, mesmo em ano de Copa do Mundo, que, geralmente, costuma elevar o número de TVs ligadas.


Os dados também mostraram que a Globo foi a que mais perdeu público em todo o Brasil. No mês passado, a emissora carioca alcançou 18,6 pontos na média-dia nacional, contra 21,3 do mesmo período em 2009.


Apesar da queda, a Globo continua soberana. Suas quatro principais concorrentes somadas não atingem sua audiência. Em julho, a Record fechou com 7,5 pontos de média, seguida pelo SBT com 5,9, Band com 2,6, e Rede TV, com média de 1,2 pontos.


Com informações da coluna Radar Online


E você, o que acha da programação das emissoras abertas do país?

- ÓTIMA, A CADA ANO MELHORA

- BOA, AINDA SUPORTO ASSISTIR

- RUIM, VAI DE MAL A PIOR

Comenta e opina!!!!



SEUS SONHOS E SIGNIFICADOS


Que significados têem os nossos sonhos? A ciência revela: o que se passa em sua mente à noite é mais importante do que você pensa.

Por que sonhamos?

Os sonhos são uma forma de o subconsciente se comunicar com a mente consciente. Sonhar com algo que preocupa, dizem os pesquisadores, é a maneira que o cérebro tem de ajudá-lo a estar preparado para um desastre, caso ele ocorra. Sonhar com um desafio, como o de fazer uma apresentação no trabalho ou participar de um torneio esportivo, pode melhorar seu desempenho. Além disso, os neurocientistas cognitivos descobriram que os sonhos e o movimento rápido dos olhos (REM), que ocorre enquanto sonhamos, estão associados à nossa capacidade de aprender e de se lembrar das coisas.
O sonho é um "sistema controlador do estado de espírito", afirma a Dra. Rosalind Cartwright, chefe do departamento de psicologia do Centro Médico da Universidade Rush, em Chicago. Ela descobriu que os sonhos ajudam as pessoas a superar os dilemas emocionais do cotidiano. "É como ter um terapeuta interno", explica. Enquanto dormimos, os sonhos comparam novas experiências emocionais com as lembranças, criando um mosaico de imagens antigas sobre as novas. A Dra. Rosalind afirma: "Você pode acordar e pensar: O que o meu tio Jorge estava fazendo no meu sonho? Não o vejo há 50 anos. Mas as imagens antigas e as novas estão estão relacionadas do ponto de vista emocional" Descobrir a relação entre elas é tarefa para a mente consciente.
Na verdade, as emoções dos sonhos podem ajudar os terapeutas a tratar pacientes que passam por situações traumáticas. Em um novo estudo, a Dra Rosalind acompanhou, por um período de cinco meses, os sonhos de cinco adultos recém-divorciados, analisando seus sentimentos em relação aos seus ex-cônjuges. A pesquisadora descobriu que aqueles que mais odiavam o cônjuge durante o sonho tinham maior chance de lidar bem com o divorcio. "Se os sonhos eram amenos", ela afirma, "os indivíduos não haviam começado a trabalhar suas emoções e a enfrentar o divórcio." Para os terapeutas, essa descoberta vai ajudar a determinar se uma pessoa divorciada precisa de orientação ou se já se desligou dos problemas por meio dos sonhos.

E aí gostaram??? Tem muito mais informações sobre os sonhos, como:

- UMA SÓ INTERPRETAÇÃO NÃO SERVE A TODOS
- DECIFRANDO OS SIGNIFICADOS
- O QUE OS SONHOS PODEM FAZER POR VOCÊ
- DICAS PARA VOCÊ LEMBRAR DOS SEUS SONHOS
- SEU CÉREBRO NOS SONHOS

Quer ler mais? Comenta e diz quais dos tópicos acima deseja saber!!! Espero sua opinião!!!

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

A DILMA DO LULA: CANDIDATA DO PT VAI DE CARONA NA POPULARIDADE DO PRESIDENTE



Pois é, estamos a dois meses das eleições. No âmbito da disputa presidencial a candidata do PT Dilma Roussef pega carona na popularidade da "galinha de ovos de ouro" do partido, o Presidente Lula. A última pesquisa só veio a confirmar isso, vamos aos números:

DILMA ................................. 39% (02/08 a 05/08)

SERRA ................................. 34% (02/08 a 05/08)

MARINA ............................. 08% (02/08 a 05/08)


Eymael (PSDC), Ivan Pinheiro (PCB), Levy Fidelix (PRTB), Plínio de Arruda Sampaio (PSOL), Rui Costa Pimenta (PCO) e Zé Maria (PSTU) não alcançaram 1% das intenções de voto.

A pesquisa foi encomendada ao Ibope pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo" e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 21697/2010.

O Ibope ouviu 2.506 eleitores com mais de 16 anos em 173 municípios de segunda-feira (2) a quinta-feira (5). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Isso quer dizer que Dilma pode ter de 37% a 41%; José Serra, de 32% a 36%; e Marina Silva, de 6% a 10%.

A liderança de Dilma Roussef (PT), que nunca concorreu a nenhuma eleição, está associada ao que os especialistas chamam de "Reflexo do Lula". Os números da avaliação do seu governo confirmam tal fato, vamos a eles:

Ótimo ou Bom ...................... 75%

Regular .................................. 19%

Ruim ou Péssimo ................ 4%

Dentre os entrevistados, 1% não soube ou não respondeu.

E você, pretende votar em quem ou gostaria que qual dos três candidatos ganhasse? Opine!!!

FORÇA TOTAL: MULHERES INVADEM MERCADO DE TRABALHO COM TUDO


Dados do Ministério do Trabalho mostram que a força de trabalho feminina cresceu 5,34% no ano passado, enquanto a masculina aumentou 3,87%. A boa notícia: em 30 anos, a diferença média de salários entre homens e mulheres diminuiu no país.

"Ela ganha menos do que os homens, mas ela ganha mais do que ela ganhava no passado. A situação das mulheres melhorou muito, ainda tem muita coisa para melhorar, mas isso faz com que ela continue investindo", afirma a especialista em mercado de trabalho feminino, Regina Madalozzo.

Milton Pereira, diretor de desenvolvimento humano da Serasa Experian, aposta nas mulheres e diz que elas se saem melhor nos trabalhos em equipe. "Quando depende de mais flexibilidade, áreas que o compartilhamento tem que ser maior, eu acho que as mulheres se saem melhor".

Em uma universidade, homens e mulheres estão praticamente empatados nos cursos de graduação, mas na pós elas já são maioria. A qualificação profissional foi um caminho encontrado por muitas mulheres para se valorizar, entrar na disputa e muitas vezes ganhar a briga pelo posto de trabalho.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

SERÁ O FIM DE MALHAÇÃO? BAIXA AUDIÊNCIA FORÇA GLOBO A RENOVAR ELENCO


Nenhum personagem do elenco de “Malhação ID” continua a fazer parte da próxima temporada da novela global voltada para os adolescentes. Segundo informações do jornal Extra, alguns atores da edição, que teve o ator e cantor Fiuk como protagonista, nem renovaram contrato com a Rede Globo para atuar em outros trabalhos da emissora.
Devido à interrupção dos trabalhos na empresa carioca, muitos atores teriam se oferecido, de acordo com a coluna, para a Rede Record. A emissora de Edir Macedo está realizando testes para “Rebelde”, atração direcionada a jovens produzida em parceria com a Televisa, empresa mexicana.

Mudanças – A direção da Globo resolveu mexer em todo o elenco de Malhação por conta da baixa audiência registrada na última temporada. Para melhorar o ibope da atração, a cúpula da empresa aposta em Emanuel Jacobina, um dos criadores da primeira fase da novela. A próxima temporada tem previsão de estreia para 23 de agosto.

Para quem curte Malhação não é uma boa notícia, mas, e você, o que acha da novelinha:

- Ótima, não pode sair do ar
- Tanto faz, não vai fazer diferença
- Já passou da hora, é muito chata

Comenta a postagem e dá a sua opinião!!!

PRIMEIRO BEIJO PODE DETERMINAR FUTURO DA RELAÇÃO, DIZ PESQUISA


O primeiro beijo de um casal pode determinar o sucesso da relação no futuro, segundo indica uma pesquisa sobre o ato de beijar realizada por pesquisadores da Universidade de Nova York.

No estudo, que analisou reações e percepções de 1.041 pessoas sobre o beijo, 59% dos homens e 66% das mulheres disseram já ter descoberto, após o primeiro beijo, não estarem mais interessados em alguém por quem se sentiam atraídos anteriormente.

“O que ocorre durante um primeiro beijo pode ter um efeito profundo sobre o futuro do relacionamento”, relataram os autores da pesquisa no artigo publicado na revista científica Evolutionary Psychology.

“Talvez o beijo nessas circunstâncias pode ativar mecanismos evoluídos que funcionam para desencorajar a reprodução entre indivíduos que podem ser geneticamente incompatíveis”, dizem os pesquisadores.

O estudo indicou ainda que as mulheres em geral dão mais importância aos beijos do que os homens.

Elas utilizariam o ato inicialmente como uma forma de avaliar o receptor do beijo como um parceiro em potencial e, posteriormente, como forma de manter a intimidade e de analisar a condição do relacionamento.

Segundo o estudo, as mulheres teriam mais propensão em avaliar as habilidades do parceiro com pistas químicas (como o hálito e o gosto de suas bocas) e tomariam a aparência dos dentes como uma das principais variáveis analisadas para tomar a decisão de beijar alguém.

Os homens, por sua vez, utilizariam o beijo primordialmente como ferramenta para aumentar a possibilidade de envolvimento em uma relação sexual, segundo a pesquisa.

Eles teriam menos reservas em relação à escolha de alguém para beijar ou manter uma relação sexual.

Os homens estariam mais propensos a ter sexo com alguém sem beijar, a ter sexo com alguém a quem não se sentem atraídos ou com alguém que consideram não beijar bem.

E, ao contrário das mulheres, que consideram o beijo importante ao longo de todo o relacionamento, para os homens o ato perde importância com o passar do tempo.

A pesquisa indicou ainda uma diferença no tipo de beijo preferido por homens e mulheres.

Os homens declararam preferir beijos mais molhados e com mais contato de língua.

Segundo os pesquisadores, isso poderia ser resultado de os homens terem menos capacidade de detecção químico-sensorial em relação às mulheres, necessitando assim de uma maior quantidade de saliva para fazer sua avaliação da parceira.

Além disso, eles consideram que a troca salivar poderia ter uma função biológica de introduzir substâncias como hormônios ou proteínas nas bocas das mulheres para tentar influenciar sua propensão à relação sexual.

Segundo o coordenador da pesquisa, Gordon Gallup, o beijo se desenvolveu ao longo do tempo para se tornar uma parte essencial do processo de flerte.

Ele disse, porém, que “enquanto ambos os sexos participam dos benefícios adaptivos do beijo, a pesquisa indicou diferenças sexuais quando considerada a busca de estratégias de relacionamento de curto prazo contra o longo prazo”.